Curso de Graduação em
Física

Oportunidades Profissionais

Os Bacharéis em Física têm-se inserido principalmente na pós-graduação; não somente em Física, mas também em Geofísica, nas Engenharias e nas Ciências da Saúde, entre outras. Os egressos do curso de Física têm também ocupado posições no ensino superior e médio, em instituições públicas e privadas, na pesquisa em algumas indústrias, no mercado financeiro, em atividades relacionadas à proteção radiológica, na física médica e na área forense, entre outras.

Em um mercado de trabalho cada vez mais dinâmico e mutável surgem continuamente novas funções sociais e novos campos de atuação aos futuros formandos. Em razão destes aspectos, seria limitadora uma formação excessivamente específica e restrita a uma vertente de “mercado de trabalho”. O desafio está em propor uma formação, ao mesmo tempo ampla e flexível. No perfil profissional do egresso do curso de Física devem estar cunhadas duas características fundamentais: formação sólida, abrangente e relativamente uniforme, e autonomia intelectual, ou seja, capacidade de aprender sozinho. Desta forma o curso poderá oferecer à sociedade e ao mercado de trabalho um profissional com habilidades e conhecimentos necessários às expectativas atuais, mas também provido da capacidade de adequação a diferentes perspectivas de atuação futura.

O curso de Física da UFV foi então desenhado para cumprir esse papel, oferecendo antes de tudo, uma sólida base dos principais fundamentos da Física aos nossos estudantes. Além de disciplinas desenhadas para garantir estes fundamentos, são oferecidas disciplinas profissionalizantes, que permitem aos estudantes desenvolverem suas vocações e aprofundarem-se nas áreas que considerem mais interessantes, desde assuntos mais fundamentais até aplicações nas diversas áreas da Física e suas interações com outras áreas do conhecimento.

O currículo, portanto, contempla uma formação básica e avançada, que constitui o núcleo comum aos dois cursos de Física, responsável pela sólida e abrangente formação, imprescindíveis para a caracterização da identidade profissional do Físico. Segue ao núcleo comum um conjunto de disciplinas profissionalizantes, obrigatórias e optativas, que oferecem a necessária flexibilidade à definição de um perfil único para cada egresso.

O Físico ocupa-se preferencialmente de pesquisa, básica ou aplicada, em universidades, centros de pesquisa e laboratórios especializados ou indústrias. É especialmente preparado para realizar estudos de pós-graduação em nível de mestrado e/ou doutorado. Atua na investigação de fenômenos naturais, desde aqueles que ocorrem em escalas subatômicas até aqueles associados ao comportamento do Universo, buscando a elaboração e a compreensão de leis e princípios fundamentais. Em sua atividade elabora e testa modelos científicos, promovendo a integração constante entre aspectos teóricos e resultados empíricos. Pode ainda coordenar e supervisionar equipes de trabalho, efetuar vistorias, perícias e avaliações, emitindo laudos e pareceres, utilizando o instrumental (teórico e/ou experimental) da Física em conexão com outras áreas do saber, como, por exemplo, Biomédica, Oceanografia, Meteorologia, Geofísica, Biofísica, Química, Agronomia, Economia, e incontáveis outros campos. Deve considerar a ética, a segurança e os impactos socioambientais envolvidos em sua atuação profissional.

A formação ampla e sólida permite que se desenvolvam as habilidades e os conhecimentos necessários à plena atuação profissional no mundo moderno, onde as fronteiras entre as diferentes áreas do conhecimento tornam-se cada vez mais tênues. A estrutura curricular de ambos os cursos, Bacharelado e Licenciatura, está entrelaçada e arranjada em grupos e disciplinas profissionalizantes, complementares a um núcleo comum, composto por disciplinas básicas e intermediárias.

SAIBA MAIS SOBRE A UFV

Equipe de Desenvolvimento Web/UFV - 2013 - Mantido com Wordpress